FAQ

1. O que é o Babywearing?

Anita Santos Chaves: “O Babywearing é podermos dar colo aos nossos filhos e ter as mãos livres para outras tarefas. É poder tê-los sempre junto a nós de forma segura, confortável e ergonómica com o auxílio de um porta-bebés.”.
Catarina Teles: “O babywearing é uma prática muito antiga de carregar os bebés através de um “aparelho” atualmente denominado por porta bebés.”.
Gosia Krogulec: “É colo “mãos livres”. É manter o bebé perto, em segurança, sem abdicar das suas necessidades e atividades. É seguir o instinto e responder às necessidades do bebé. É simplificar, manter o bebé no seu ambiente natural – o colo – sem precisar de “contentores” como carrinhos, espreguiçadeiras, berços, alcofas… O babywearing é mesmo muita coisa!”
Laura Orion: “O babywearing ergonómico, praticado de forma correta, é uma maneira saudável, respeitosa e segura de atender à necessidade básica e primordial de contacto que têm todos os bebés e crianças e é, sem dúvida, um grande aliado na hora de conciliar as necessidades do bebé com as necessidades da mãe e do resto da família.”.
Liliana Lima: “O babywearing é um kit mãos livres para as mamãs, com inúmeras vantagens para os bebés e claro para as mães e restante família (que se deparam com uma mãe muito mais calma).”.
Rosa Gonçalves: ” Babywearing é ter o nosso bebé sempre junto a nós, carregar o nosso bebé de forma segura e ergonômica. Respeitando a fisionomia do bebé e do adulto. Além disso, é afeto, é partilha, é segurança… é sermos felizes.”.
Sabla D’Oliveira: “O Babywearing é o ato de levar os bebés (e crianças pequenas) ao colo com a ajuda de um pano, mochila ou outro porta-bebés ergonómico, não só como forma de transporte, mas também como forma de ajudar o bebé a adaptar-se ao mundo, a regular a sua temperatura, as suas emoções e estando em maior contacto com as pessoas ao seu redor.”.
Susana Silva: “O bbw é a forma “normal” de lidar com um bebé. Um bebé precisa tanto de contacto com os pais como de alimento. Um bebé alimentado sem contacto não se desenvolve da mesma forma que um alimentado com contacto.”.

2. Que tipo de porta-bebés existem?

  • Pano Elástico e Semi Elástico
  • Pano Não Elástico/ Woven
  • Ring Sling
  • Mochila
  • Mei Tai
  • Onbu

3. Quem me pode ajudar a aprender a carregar?

Existem em todo o país (e fora também!) consultoras certificadas de babywearing que estão disponíveis para consultas onde cada família pode perceber quais os porta-bebés mais indicados para a sua situação. Existem também encontros organizados por zonas onde pode partilhar experiências e pedir ajuda a quem já carrega há mais tempo e às consultoras presentes.

4. O que é o Panos Viajantes?

O Panos Viajantes pela mão do Blog “Funtastic Mom”. Um blog que começou com o objetivo de mostrar ao mundo todas as facetas da maternidade.
Surgiu no blog, depois de alguns meses, uma rubrica chamada “Fun Babywearing” cujo o objetivo era entrevistar diversas consultoras e mães entusiastas sobre o tema, fazer pequenas reviews dos panos, mochilas e afins que fomos experimentando e ao fim de alguns meses a rubrica já não era suficiente e assim que nasce o “Panos Viajantes“.
O objetivo do Panos Viajantes é promover o babywearing, permitindo às famílias experimentar diferentes porta-bebés sem correrem o risco de investir em algo a que depois não se adaptam ou que não é a solução ideal para si. Então, com o apoio de várias marcas, organizamos viagens de porta-bebés, permitindo a mães de norte a sul, continente e ilhas experimentar, aprender e conhecer mais sobre este mundo fantástico do babywearing. Através destas viagens já proporcionamos também inúmeros encontros entre mães e pais que acabaram por criar laços de amizade.

5. O que são viagens?

Uma viagem é organizada de forma a que o porta-bebés em questão fique uma semana com cada família para que a mesma o possa experimentar ao máximo e dar feedback à marca sobre a sua experiência.

6. O que preciso para participar numa viagem?

Para participar numa viagem basta ter vontade de experimentar e um link de feedback com feedback positivo.

7. Como crio o meu link de feedback?

Deve pedir adesão grupo Trapos e Trapinhos no facebook. Em seguida deve adicionar uma foto sua, de acordo com as regras do grupo, e pedir a qualquer pessoa com quem tenha tido contacto neste mundo do babywearing para escrever um comentário sobre como correu esse contacto. Esta pessoa pode ser a consultora que lhe deu consulta, a amiga que lhe emprestou um pano, a pessoa a quem comprou ou vendeu um porta-bebés, etc.

8. O que é o spam e para que serve?

Quando pedimos spam nas viagens falamos de “publicidade” aos porta-bebés em viagem. Assim, pedimos 2 publicações de cada tester durante a sua semana, publicações estas que devem ser feitas nos grupos especificos para isso (normalmente Babywearing Spam Portugal, Panos Viajantes e grupos da marca.
E para que pedimos este spam? Fácil! As marcas enviam estes porta-bebés para experimentarmos e ficarmos a conhecer mais e até para percebermos o que mais gostamos e podemos vir a comprar. Em troca nós publicitamos a marca e o porta-bebés.
Para além disto, mais spam significa mais probabilidades de novos testers ☺

9. O que devo procurar quando estou a confirmar o porta-bebés?

Ao confirmar o porta-bebés na receção e antes do envio deves procurar por fios puxados (pulls), fios partidos, manchas ou qualquer outra coisa que aches fora do normal. Em caso de dúvida, reporta tudo, é preferível reportar a mais que a menos.

10. Como se deve lavar um porta-bebés?

Caso seja necessário lavar o porta-bebés deves sempre pedir ajuda à responsável pela viagem. De qualquer forma as regras gerais para a lavagem são as seguintes:

  • Usar apenas detergente de preferência para roupas sensíveis (nunca usar amaciador)
  • Colocar em baixas rotações
  • Confirmar temperatura e se pode ir à máquina na etiqueta do artigo
  • Nunca colocar a secar ao sol, uma vez que além de perder a cor pode alterar as fibras e torna-lo inseguro para babywearing.