Insignium ‘Rust Dust’

Marca: Aumai slings
Modelo: Insignium
Composição: 57% algodão peruano, 24% algodão penteado, 22% seda tussah
Tamanho: Ring sling (2m aprox.)
Gramagem: 298 g/m2
Cor: Ferrugem e preto
Edição limitada

Olá malta, como estão? Bem parece que o que seria esperado estarmos todas a morrer de calor afinal ainda não é bem assim, mas por um lado é melhor ainda pois me dá a oportunidade abusar um pouco mais do ring sling que vos venho falar hoje. Bem já o devem ter visto por aí pelos grupos de babywearing, mas agora venho vos contar a minha opinião sobre ele.

Para começar o cuidado da marca no seu envio foi fantástico, pois ele vem numa caixa linda, ou seja, uma pessoa já olha para a caixa e já se deslumbra, super bem cuidado e acondicionado. Mas o melhor vem quando abres e vês um rs lindo, parece antigo. Sabem aqueles xailes antigos, grossos que não são nem fofos nem ásperos?! Mas que ao mesmo tempo não os queremos tirar das costas?! É assim este RS, ele tem um ar super rústico, um toque que nem é fácil de descrever. Ele é cheio de nubs, mas quando digo cheio é cheio mesmo, num nível hard kkkkk.

Há marcas que têm uma atenção fantástica aos mínimos detalhes, e de facto a Aumai preza por isso, como falei antes no detalhe da caixa, a forma como vem acondicionado o sling , também não poderia deixar de falar no detalhe da mensagem gravada a laser nas argolas. Em uma das argolas tem o nome da marca “Aumai Slings” e na outra a hashtag que tanto os representa “#wherewillwegotoday”. São detalhes que não poderia deixar de parte.

A sua cor de ferrugem e preto lembra uma tapeçaria antiga, uma peça antiga, cheia de requinte. Embora fale de um pano grosso o ajuste dele nas argolas é super simples desliza muito bem e não cede. Tem um suporte brutal para toddler, mas embora não tenha usado com um bebé pequeno creio que como o ajuste dele é fácil também seja ótimo. À quase me esquecia, contei-vos que tem franjas? Pois é ele tem franjas, umas lindas e curtas franjas que ainda lhe dão mais charme. 

Bem nem se nota nada que gostei do sling pois não? É que eu como uso bastante rs para coisas rápidas com o meu pirata, ter um que me dê um bom suporte e seja confortável é incrível. No entanto nem tudo são rosas, pois o maior defeito dele é ser quente, sim é bem quente, quem prestou atenção logo no início quando o comparei a um xaile é nesse sentido também, pois como é grosso, com alta gramatura, e o algodão peruano tornam-o bastante quente para o verão.

A marca à semelhança de tantas outras surgiu com a necessidade de um pai e uma mãe terem as mãos livres. Com o nascimento de um segundo filho sendo o primeiro uma criança bem exigente, procuraram formas de ter as mãos livres e disponíveis para o mais velho e o nada melhor que o babywearing para isso. O nome Aumai surgiu do nome de uma amiga polinésia que é uma pessoa exemplar para os criadores da marca como exemplo de cuidado ao outro, e a tradução do seu nome em algumas línguas significa “nadar para mim”, “trazer” e “suportar”, então não poderia ser uma combinação mais perfeita.

Os slings Aumai são de primeira qualidade. Eles são feitos de fios selecionados, ecologicamente corretos, tanto quanto possível, sem a adição de tecidos elásticos artificiais. E até mesmo a sua embalagem foi projetada para uso múltiplo.

Sendo assim vos deixo com mais uma review iniciando o meu countdown nestas andanças.

Beijinhos meus e do meu pequeno grande pirata.

Ana Rodrigues

(Fotos: Eduardo Ramos – https://www.facebook.com/eduardoramosmultimidia/)